Boîte noire, La - Movie Reviews - Rotten Tomatoes

Boîte noire, La Reviews

Page 1 of 1
½ June 11, 2012
Intriguing Mind Games with Disappointing and Predictable Conclusion
½ January 24, 2012
Un Josà (C) Garcia mà (C)connaissable.
January 30, 2011
anda akan menemukan jawaban yang selama ini anda cari di....... alam bawah sadar anda sendiri. SPOILER aku sempat bingung awalnya buat ngebedain yang mana alam bawah sadar Arthur, ama yang mana realitas kehidupan dia. hha
½ November 7, 2010
Spà (C)cial, un film sur le subconscient, les souvenirs enfouis ... Un peu difficile à suivre au dà (C)but, mais heureusement la fin nous à (C)claire !
½ July 18, 2010
good twist. don't be decieved by the first half!!
June 3, 2010
Richard Berry est un mauvais realisateur, tres demonstratif, qui se sent oblige (je ne dirai pas pourquoi...) de surcharger la premiere partie de son film d'effets tape-a-l'oeil en tous genres (montage dangereux pour les epileptiques, filtres, decors crasseux, onirisme pompier,...), rendant ses 45 premieres minutes insupportables. Seulement l'histoire de Benacquista est formidable et cette adaptation est plus complexe que la version bd que j'ai lue, le cote thriller y etant plus pousse. La deuxieme partie rehausse l'interet mais l'epilogue est par contre completement rate. Tres inegal donc...
September 16, 2009
Sounds interesting, plus Marion Cotillard is in it.
July 7, 2009
Malgre une fin un peu bidon et legerement decevante, Jose Garcia creve l'ecran.
Quand un acteur passe derriere la camera, je m'attend au pire, mais j'avais tort !
April 14, 2009
Un bon divertissement, mais rien de bien nouveau...
½ March 3, 2009
De belles images et une bonne prestation de la part de J. Garcia mais le scenario ne va pas tres loin finalement. Rien de bien nouveau...
May 12, 2008
Sejamos honestos. O thriller não tem sido um dos géneros de eleição da cinematografia gaulesa na última década. Com algumas excepções que se revêem nos trabalhos de Pitof, Besson, Kassovitz ou Jeunet, os franceses habituaram-nos a outros olhares. Por isso, é com um misto de curiosidade e surpresa que recebemos `La Boite Noire` de Richard Berry, que depois de um percurso discreto em França, chega agora às salas portuguesas.

Trata-se de um filme sobre a recuperação da memória, após um acidente que deixa o protagonista, Arthur Seligman (José Garcia) em coma. E chega a ser estranho a linearidade desarmante com que o set up desta obra nos é dado.

Planos iniciais à la `Lost Highway`, uns murmurares desconexos na cama de hospital e eis que Arthur recupera e uma enfermeira caridosa lhe dá uma caderninho onde apontou, durante o seu estado comatoso, as palavras misteriosas que proferiu durante a sua `ausência`. É bom de ver que os restantes 85 minutos do filme (o filme tem uma hora e meia) são passados a investigar o seu passado. O seu estado amnésico não lhe permite perceber porque delirou daquela forma, nem porque foi para aquele hospital.

E se falo na simplicidade de processos é porque a coisa ainda se acentua, sendo que poucos minutos mais tarde Arthur já tem os tradicionais papelinhos com as palavras desconexas afixadas na parede do seu quarto, entrando numa espiral de loucura muito pouco sadia.

Diz-se que uma pessoa em coma nunca muda no que o define como ser durante o período em que está inconsciente. Apenas se altera a forma como se relaciona com o mundo. Mas se o protagonista não consegue aceder à sua `caixa negra`, nós conseguimos aceder à nossa.

Por isso, lá nos vamos lembrando de forma bem mais interessantes de construir uma recuperação de estado amnésico em `Memento`, em `Jacob?s Ladder` ou mesmo, num tom e processo inversos, em `Eternal Sunshine of the Spotless Mind`.

`La Boite Noire` é um filme que nunca chega bem a agarrar o espectador. Dá umas quantas reviravoltas servindo-se de mecanismos narrativos todos eles já explorados. No último quarto do filme a tensão cresce um pouco, mas deixa que um final banal o veja como um mero exercício de género, sem brilho. A montagem é o que já se está à espera, sendo que uma das poucas surpresas surge num piscar de olhos, que tem tanto de inocente quanto de perverso, a `Psycho` do mestre Hitchcock.

Sendo Richard Berry um semi conhecido actor francês (`Tais-Toi!`, `Un Ange`, deu a voz a Corto Maltese em `Corto Maltese: La Cour secrète des Arcanes`), é estranho que um dos pontos mais francos de `La Boite Noire` seja a direcção de actores. Cenas existem que não estão trabalhadas dramaticamente, soando a artifício pegado. Ainda assim, salva-se José Garcia, num papel onde a parecença física a Robert Downey Jr. deverá ser mera coincidência.?
½ April 25, 2008
un scénario inhabituel, pour un film francais

c'est réussi!!!
Page 1 of 1